Jornada Ikigai – Caso de sucesso de Economia Colaborativa

No dia 6/Abril, aconteceu a primeira Jornada Ikigai em São Paulo. Foi incrível, pois foi um evento COCRIATIVO e COLABORATIVO que nasceu de uma conversa com Diogo Lopes que é um grande amigo e docente da universidade da sabedoria ancestral. Tivemos a ideia de criar a Jornada Ikigai para ajudar as outras pessoas a descobrirem seu IKIGAI. Ele até organizou vivências IKIGAI em Brasília, mas por questões pessoais (nascimento do filho) não conseguiu dar foco no evento presencial. Conheci a Mariella Pollo online e ela se apaixonou pela ideia da Jornada Ikigai e o resultado vocês podem conferir no post “1a Edição da Jornada Ikigai em SP” e no vídeo abaixo.  Um ponto alto do encontro foi o encerramento com Danças Circulares com a facilitadora Cristiana Pontes que resultou na linda foto que ilustra este post.

O que é Ikigai?

“Ikigai é a razão de viver segundo os japoneses”

A mandala do IKIGAI é “simples” de entender, mas não é fácil de chegar no IKIGAI. A razão é simples: A nossa sociedade nos molda para focarmos apenas na profissão. Nossas paixões são exercidas “fora do expediente” ou nas férias. Missão e vocação nunca foram estimuladas quando jovens, pois estamos focados no VESTIBULAR.

Você quer criar a sua Jornada Ikigai?

“Seja a mudança que você quer ver no mundo.” Mahatma Gandhi

O mundo que vivemos teve origem na revolução industrial e o capitalismo dominou grande parte das sociedades no mundo. Vivemos um mundo em grandes transformações e o modelo antigo não suporte mais estas mudanças, mas o novo modelo ainda está sendo CRIADO. Estamos como a lagarta que tudo consome em determinado momento pára e se transforma na pupa (crisálida) para criar as condições de virar a borboleta. Na fase da crisálida, praticamente todas a células se dissolvem e formam uma sopa de nutrientes e restam apenas algumas células que são denominadas “células imaginais” que promovem as MUDANÇAS NECESSÁRIAS para reorganizar a antiga lagarta e transformá-la em borboleta.

A ideia foi COCRIADA com meu amigo Diogo Lopes, mas a primeira Jornada Ikigai realizada em São Paulo teve o grande apoio e engajamento da Mariella Pollo.

Se você quiser criar a Jornada Ikigai em sua cidade, basta se inspirar na primeira jornada. Não existem regras rígidas e cada equipe de organização poderá usar sua criatividade para criar um encontro que seja o ideal para o seu grupo.

Espero que a nossa jornada te ajude a inspirar. Basicamente, dividimos o encontro em:

  • Café colaborativo
  • Abertura
  • Divisão em 4 grupos para cada pilar
  • 4 rodadas de 1h
  • Vivência de futuro
  • Danças circulares
  • Encerramento

Abertura

Braulio Costa, Mariella Pollo e Marcio Okabe fizeram a abertura.

Paixão

O que você AMA fazer que te deixa em um estado de FLOW no qual você nem percebe o tempo passar? Sua paixão pode estar bem na sua frente e colocá-la em prática pode trazer benefícios que você não imagina.

Caren Sapienza (www.sapiencias.com.br) conduziu este pilar na primeira Jornada Ikigai.

Profissão

Como está seu pilar financeiro? Está fazendo bons negócios ou em uma empresa que te valoriza?

Vera Rodrigues (www.veronicarodrigues.com.br) conduziu este pilar na primeira Jornada Ikigai.

Vamos fazer networking na prática para potencializar negócios.

Missão

Você está devolvendo ao mundo os seus talentos? Segundo a Antroposia, a partir de uma determinada idade temos que exercer nossa MISSÃO DE VIDA.

Cristina Nassuno conduziu o pilar missão.

Vocação

Vocação é um termo derivado do verbo no latim “vocare” que significa “chamar”. É uma inclinação, uma tendência ou habilidade que leva o indivíduo a exercer uma determinada carreira ou profissão.

Sergio Pellegrino (www.vocacaopraserfeliz.com.br) conduziu o pilar vocação.

Que tal praticar sua VOCAÇÃO em um ambiente de confiança?

Danças circulares

Foi um momento LINDO e PERFEITO para o encerramento de um dia cheio de aprendizados, conexões e FELICIDADE.

Gratidão à Cristiana Pontes pelo belo trabalho de facilitação das danças circulares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *